Crónicas inclusivas: Eu incluo, tu incluis, ele inclui, NÓS INCLUÍMOS –

Home / Diário de Aveiro / Crónicas inclusivas: Eu incluo, tu incluis, ele inclui, NÓS INCLUÍMOS –

Crónicas inclusivas: Uma parceria Pais Habilitar e Diário de Aveiro

Eu incluo, tu incluis, ele inclui, NÓS INCLUÍMOS
Um cidadão informado e consciente, nos dias de hoje, não pode deixar de ser sensível às questões da inclusão.
Inclusão das minorias de género, de etnia, de origem social, de opção sexual. Também das minorias constituídas pelo que se designa como cidadãos portadores de deficiência.
A Associação Pais e Amigos Habilitar nasceu para defender particularmente os interesses de crianças e jovens portadores de uma Perturbação de Neurodesenvolvimento, e respetivas famílias e cuidadores.
Estamos perante uma população com potencial para adquirir um conjunto de competências básicas diferente da média, e para o qual a medicina e a reabilitação apenas fazem evoluir um potencial de partida, mais ou menos similar à média, muitas vezes distante.
Defender os interesses de uma tal população consistirá, primeiramente em apoiar as crianças e jovens portadores de perturbação e respetivas famílias. Apoiar informando sobre direitos, possibilidades e oportunidades, formando para melhor entendimento do problema de cada criança, garantindo o acesso à melhor e mais adequada terapia.
Apenas da intervenção nesta esfera mais intima e particular das famílias se fará o apoio?
O que acontece a esta população quando ingressa no sistema de ensino? Existe capacidade de proporcionar um acompanhamento personalizado a cada criança que lhe permita integrar-se em atividades desportivas, culturais e de lazer, junto com outras crianças não identificadas como fazendo parte da minoria? Quem se mobiliza para garantir que assim seja? Como proporcionar meios de vida autónoma e produtiva a esta população, quando adulta?
Tal como em todos os movimentos sociais de luta pela mudança de condições e direitos para segmentos da população, a mudança social acontece pressionada por um grupo populacional. Que chama a atenção, propõe medidas, ilumina o problema.
A Associação Pais e Amigos Habilitar quer, para lá do apoio a crianças, jovens e famílias, promover uma mudança sociocultural em Aveiro.
Uma comunidade em que todos tenham internalizado que a diferença não exige estruturas sociais só para os diferentes. Em que todos saibam que estes diferentes têm direitos e devem ser protegidos. Em que os que têm possibilidades contribuam para incluir estes diferentes no lazer, mas também no trabalho, criando oportunidades de emprego. Em que os que podem, proporcionem formação adequada aos interesses e possibilidades destes diferentes, de modo a que sim, tal como qualquer outro cidadão, realizem plenamente o seu potencial.
Os direitos sociais de cidadania que as democracias ocidentais referem respeitar e almejar, assentam basicamente no pacto de garantir a todos igualdade de oportunidades. Estes diferentes precisam de oportunidades mais trabalhadas, mais adequadas. Será assim tão difícil de concretizar?
Aveiro, a bela e turística cidade, quer aprofundar a sua vivência democrática e mobilizar todos os que possam para não ficar à margem desta onda de incluir.
Nós incluímos?
Será de estar atento.

Crónica Inclusiva in: Diário de Aveiro 06/12/2018